Foi em uma dessas viagens, visitando fábricas de nossos fornecedores da área de arquitetura, que conheci pessoalmente o projeto do bairro-cidade Pedra Branca, localizado no município de Palhoça/ SC. Só posso resumir que fiquei maravilhada com o conceito baseado no movimento do novo urbanismo, o qual vem sendo aplicado desde o final da década de 90, quando se planejou a transformação de uma fazenda familiar em um bairro diferenciado nesse município da Grande Florianópolis.

Implantação do bairro-cidade Pedra Branca. Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

Implantação do bairro-cidade Pedra Branca. Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

O bairro foi registrado como Cidade Universitária Pedra Branca, já que desde o seu início a Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul) serviu como grande âncora. O conceito do bairro-cidade visava proporcionar em um único lugar espaços onde pessoas pudessem morar, trabalhar, estudar e se divertir.

No projeto há vários conceitos envolvidos, mas podemos citar como os mais relevantes:

1 – Prioridade ao pedestre: estimulando a locomoção a pé, combatendo o sedentarismo, com experiências sensoriais em ruas limpas, seguras, arborizadas, com calçadas amplas, iluminação adequada, mobiliário urbano, acessibilidade e sinalização.

Ruas contínuas às calçadas. Observe a ausência de meio-fio com diferença de nível. Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

Ruas contínuas às calçadas. Observe a ausência de meio-fio com diferença de nível. Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

2 – Uso misto: mistura de moradia e trabalho. Uma cidade completa

3 – Espaços públicos atraentes e seguros

4 – Diversidades de moradores

Famílias foram atraídas pela qualidade de vida. Fonte: acervo pessoal.

Famílias foram atraídas pela qualidade de vida. Fonte: acervo pessoal.

5 – Senso de comunidade: Cidade Convívio

Muitos momentos de interação. Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

Muitos momentos de interação. Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

6 – Densidade Equilibrada: Cidade Compacta

7 – Harmonia entre a natureza e as amenidades urbanas

8 – Sustentabilidade e alta performance do ambiente construído

Prédios inteligentes com uso de luz natural sempre integrado ao paisagismo. Fonte: Acervo Pessoal.

Prédios inteligentes com uso de luz natural sempre integrado ao paisagismo. Fonte: Acervo Pessoal.

9 – Conectividade: Integração por meio de transporte público integrado a ciclovias, bicicletas compartilhadas e bicicletários nos terminais de ônibus ou metrô, além da conexão através de WI-FI nas ruas, praças e demais espaços públicos.

10 – Estilo de Vida: Cidade Criativa

A sustentabilidade norteia esse projeto desse seu início e continuará a longo prazo. Há uma preocupação permanente em se manter um ponto de equilíbrio entre ocupação urbana, o respeito ambiental e o foco nas pessoas. Os edifícios são dotados de tecnologias alternativas, com certificação ambiental e materiais recicláveis, buscando reduzir os gastos e impactos decorrentes do consumo de energia, água e produtos em geral, priorizando, também, o maior conforto. O objetivo maior é se tornar uma região com emissão de carbono zero.

Além da preocupação de proporcionar lugares melhores para se viver, o empreendimento tem contribuído para o desenvolvimento econômico da região por meio de geração de empregos e da instalação de novas empresas.

O projeto é extremamente complexo, enriquecedor e a cada dia se torna realidade com um total de 2300 lotes, em cerca de 250 hectares, que vêm sendo ocupados gradativamente. A ideia é concluir, em 2020, o núcleo principal do bairro-cidade para 40.000 moradores, gerando 30.000 empregos e beneficiando 10.000 estudantes.

O projeto envolveu um grande time de especialistas, dentre eles: 11 escritórios de arquitetura e urbanismo e importantes consultores nacionais e internacionais, entre os quais Jaime Lerner, “guru” do urbanismo brasileiro, além de três laboratórios da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina. Também já recebeu alguns prêmios como: Bienal de Buenos Aires, em 2007; Financial Times de Londres, em 2008; e o convite, em 2009, pela Fundação Bill Clinton para integrar o programa de Clima Positivo.

Em 2013 foi inaugurado o Passeio Pedra Branca, uma evolução do conceito de shopping center. Uma rua comercial que interage com o paisagismo sempre em equilíbrio com a natureza, onde as pessoas podem passear, fazer compras, se divertir com a família e usufruir de bons restaurantes e serviços. Muitos eventos também são realizados no local como corridas, festas temáticas, etc.

Comércio e serviços para atender todo o bairro. Fonte: Acervo Pessoal.

Comércio e serviços para atender todo o bairro. Fonte: Acervo Pessoal.

Foi enriquecedor, como arquiteta e cidadã, conhecer esse projeto urbanístico de perto com uma atmosfera única.

Mais fotos:

Maquetes de um dos empreendimentos. Fonte Acervo Pessoal

Maquetes de um dos empreendimentos. Fonte Acervo Pessoal

Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

Fonte: http://cidadepedrabranca.com.br/

Vale a pena a visita!