Durante os nove meses de gestação, uma das tarefas mais gostosas é planejar e montar o quarto do bebê. Esse planejamento exige muita dedicação, pois o seu bebê irá passar horas nesse espaço. São muitos detalhes que precisam ser avaliados, como as cores e o mobiliário que irão compor o quarto. Os estilos são vários! Do rústico, contemporâneo, ao clássico, tudo vai depender do que a mamãe sonha para o seu bebê.

É importante pensar em um quarto flexível, que permita transformações básicas ao longo do tempo. As crianças crescem muito rápido, especialmente na primeira infância, o que nos faz pensar em um projeto que possa se adaptar às diversas fases do bebê.

Estilo clássico com berço de madeira.

Clássico: berço de madeira como destaque no projeto.

Temático. O Pequeno Príncipe foi a inspiração para esse quarto de bebê.

Temático: O Pequeno Príncipe foi a inspiração para esse quarto de bebê.

Para a decoração do quarto do bebê, é preciso ter em mente que cores claras dão sensação de amplitude. Mas um quarto colorido e alegre, pode inclusive ajudar no desenvolvimento lúdico do bebê. Mamães clássicas ou modernas também podem imprimir seu gosto pessoal no quarto do filhote. O mais importante é que fique tudo em harmonia, pensando sempre no conforto e segurança que o bebê precisa.

 

Romântico! Assim sonhava a mamãe dessa boneca. Projeto da Arquiteta Karina Vieiralves.

Iluminação

Observe também com atenção a forma de iluminar o quarto do bebê. A luz natural e uma boa circulação de ar, é sempre a forma mais saudável. A intensidade da luz natural pode ser regulada através de cortinas e blackouts, afinal precisamos preservar os horários do soninho do bebê.

Gosto muito de deixar sempre uma iluminação indireta como opção no quarto. Uma luz mais intimista é ótima para os momentos de amamentar o bebê. Abajur ou luminárias com dimerizador é uma opção muito boa também.

Rústico: Tijolinhos e berço em madeira rústica são o charme desse quarto. Abajur para controlar a iluminação.

Rústico: Tijolinhos e berço em madeira rústica são o charme desse quarto.

O que não pode faltar?

Os itens básicos não são novidade, o berço é sempre o melhor ponto de partida! Além do armário, é preciso lembrar da poltrona de amamentação, uma cômoda ou bancada para fazer as trocas de frauda e roupa, e se o espaço permitir, um sofá cama é sempre bem-vindo.

Pense no futuro

Um dos principais problemas da maioria das mamães é a falta de espaço, por isso pense bem em como o quarto irá se adaptar ao crescimento do seu filho. As crianças crescem muito rápido nos primeiros anos, e esses anos passam mais rápido do que você imagina, acredite! Uma opção muito legal, são os berços que viram caminhas, é possível usar até uns 5-6 anos da criança, a partir daí, uma cama padrão já é merecida! Tente não encher muito o quarto, usar o necessário sempre.

Essa casinha substirui o berço. Colchão quase no chão!

Essa casinha substirui o berço. Colchão quase no chão!

Pensando no futuro. Bancada que pode servir para as tarefinhas nos primeiros anos.

Segurança é fundamental

Na escolha do berço, observe tudo. Verifique se tem certificado, se não tem riscos do bebê prender os dedinhos, mãos, braços ou perninhas entre as grades, e se há travas de segurança nas rodinhas e na grade. Mantenha sempre protetores de tomada colocados e travas nas portas para que não batam com o vento. Evite colocar objetos no berço, principalmente os pequenos, que ele pode colocar na boca, e travesseiros, que podem sufocá-lo.

Cômoda em destaque.

Cômoda em destaque. Quarto retrô cheio de detalhes. Lindo!

O quarto do bebê será o cantinho do crescimento do seu filho. O gostoso dessa fase da infância é poder prestar atenção no desenvolvimento e adaptar o ambiente às necessidades dele, procurando sempre novas ideias do aproveitamento do espaço e das formas, incentivando o crescimento, gerando diversão, conhecimento e segurança.

Tem sugestões para o quarto do bebê? Conte para a gente a sua experiência aqui, nos comentários!