Sushi, história, tradição, gueixas, ecologia, metrópole, superação e respeito. Estas são palavras relacionadas a uma das cidades mais encantadoras que conheci: Tóquio, capital do Japão, considerada uma das maiores metrópoles do mundo.

Tendo sido alvo de bombardeios durante a 2ª Guerra e sofrido recentemente com um tsunami, em 2011,Tóquio sempre renasce, melhorando e se consolidando como uma das maiores economias mundiais.

Apesar de toda a efervescência de uma metrópole, Tóquio traz a tradição milenar de sua arquitetura aliada a um modernismo característico de uma grande cidade. Mas não pense que você irá ver a correria frenética e barulhos típicos de cidades grandes. O japonês não tem pressa. Lá, o respeito ao próximo e a civilidade são traduzidos em hábitos comuns para eles. São pessoas surpreendentes.

Uma das poucas construações de madeira que permanecem no centro de Tóquio. Fonte: arquivo pessoal

Uma das poucas construções de madeira que permanece no centro de Tóquio.
Fonte: arquivo pessoal

O japonês não fala no celular em locais públicos, não come na rua, são capazes de deixar o que estão fazendo para lhe ajudar, personalizam os atendimentos, enfim, deixam a cidade com uma atmosfera mágica.

O budismo e o xintoísmo convivem pacificamente em suas ruas. Você pode encontrar um templo budista bem perto de um xintoísta, por exemplo. Com uma linha eficiente de metrô você pode andar a cidade facilmente.

A seguir destacarei alguns pontos que acho interessante na visita.

Templo Asakusa

O mais popular templo budista de Tóquio, com suas lanternas vermelhas. Não deixe de visitar seu entorno, cheio de lojinhas com coisas interessantes.

Templo Asakusa Fonte: Pinterest.

Templo Asakusa
Fonte: Pinterest.

Eu , Renata e Theka nos purificando, para entrar no Templo. Fonte: arquivo pessoal.

Eu , Renata e Theka nos purificando, para entrar no Templo.
Fonte: arquivo pessoal.

Sky Tree

Subir na torre Sky Tree. Você terá uma linda vista de Tóquio. Vale a pena a visita.

Sky Tree toda iluminada. Fonte: Pinterest.

Sky Tree toda iluminada.
Fonte: Pinterest.

Compras em Tóquio

Se você gosta de eletroeletrônicos, não deixe de visitar o bairro Akihabara. Lá é a meca dos eletrônicos, com preços mais baratos que no Brasil.

Akihabara Fonte: Pinterest.

Akihabara
Fonte: Pinterest.

Já se sua paixão são as grifes famosas, o endereço certo é a famosa Rua Ometesando. Considerada a Champs Élysées de Tóquio, o passeio vale também para você ver a linda e ousada arquitetura das lojas.

Fachada da Loja Prada Fonte: Pinterest.

Fachada da Loja Prada
Fonte: Pinterest.

Fachada da Loja Tods Fonte: Pinterest.

Fachada da Loja Tods
Fonte: Pinterest.

Fachada da Coach Fonte: Pinterest

Fachada da Coach
Fonte: Pinterest

Ginza é outro bairro comercial, com vários shoppings e galerias. Neste bairro localiza-se também, dentro de  uma estação de metrô o  sushibar  do Chef Jiro Ono , considerado o melhor sushi de Tóquio.

Ginza Fonte: Pinterest.

Ginza
Fonte: Pinterest.

Mercado Tsukiji

Vá ao Mercado Tsukiji e veja todos os peixes e enguias em natura. Cuidado com as empilhadeiras que passam pelo mercado! E se você quiser ir para o famoso leilão de peixes, acorde antes das 5h e faça reserva. Os melhores sushis são servidos  ao entorno de lá também. Não são baratos, mas vale muito a pena. Uma experiência única!

Mercado Tisukiiji Fonte: Pinterest.

Mercado Tsukiiji
Fonte: Pinterest.

Facas especiais para sushi Fonte: arquivo pessoal.

Facas especiais para sushi
Fonte: arquivo pessoal.

Bairro  Shibuya

Takeshita Street, localizada no bairro Shibuya, é uma rua apenas de pedestres, fechada , cheia de boutiques e cafés. Se você gosta muito de cultura pop vale a pena a visita.

Takeshit Street Fonte: Pinterst.

Colorido e animação da rua Takeshita Street
Fonte: Pinterst.

Eu e Renata Scherer visitando Fonte: arquivo pessoal

Eu e Renata Scherer visitando rua Takeshita Street
Fonte: arquivo pessoal

 

Shibuya Crossing. Trata-se da travessia mais movimentada do mundo. Atravessá-la, aliás, é uma aventura.

Shibuya Crossing Fonte: Pinterest.

Shibuya Crossing
Fonte: Pinterest.

 Se eu me apaixonei pela cidade? O que você acha?